Loading...
ConcertosReportagens

Rosas, amor e David Bruno no Rodellus 2021: à desbrava!

“Daqui a 9 meses vão nascer 20 crianças em Ruílhe. Vai ser um baby boom!” ouvia-se na plateia. David Bruno, Marquito e o incontornável António Bandeiras, roubaram vários corações na sua passagem pelo Rodellus 2021 e os nossos não foram exceção.

Mais minuto, menos minuto o acesso ao palco abria e por ele entrava António Bandeiras, o DJ e anfitrião do cabeça cartaz do final de tarde mais aguardado em terras minhotas. Na mesa de mistura, incrivelmente decorada por rosas vermelhas e cor de rosa, Bandeiras lançou-se ao público com “Baby Meu Amorzinho” de José Pinhal. Estava dado o mote para um final de tarde épico.

Entre assobios, que pediam por mais um êxito tirado da caixinha de surpresas de Bandeiras, Marquito entrava em ação e os primeiros acordes de “Praliné” faziam a serventia da casa. Logo de seguida, David Bruno subia ao palco. Donos de uma clara boa disposição, nem o sol abrasador que iluminava – e bem – o palco do Rodellus os demoveu.

Viajamos até às memórias de infância de David Bruno e às suas cartas de amor a Gaia, num percurso que não foi nada mais do que maravilhoso.

O concerto em Rodellus foi uma espécie de greatest hits de um artista que ainda tem muito para dar ao ‘povo’. Desde d’ “O Último Tango em Mafamude” até ao seu mais recente trabalho, “Raiashopping”, com paragens obrigatórias em “Miramar Confidencial”, fomos lançados para a pista de dança quando o single “Festa da Espuma” ecoou. Com o distanciamento devido, as cadeiras não resistiram, tornaram-se mais leves e o público rendeu-se aos passinhos de dança – “só falta o comboínho! Parece um casamento.”, dizia David, enquanto António Bandeiras distribuía rosas pelo público.

“Bebe & Dorme”, o hino de DB, não faltou no alinhamento e por entre as guitarradas de Marquito e os moves de Bandeiras, em Ruílhe, fomos muito felizes.

Voltar a ver festivais, desta amplitude, a erguerem-se de uma forma tão natural e feliz aquece-nos o coração. Obrigada Rodellus. Obrigada Hause Plants. Obrigada David Bruno, Marquito e António Bandeiras. É bom estar de volta.

Texto e fotografia por: Teresa Montez

Spread the love
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *