Loading...
Reviews

Três de uma Vez: Junno + Ailbhe Reddy + Bia Maria

Arrancamos hoje com o três de uma vez, onde vamos olhar para uma tripla de novos lançamentos que nós achamos que deves mesmo ouvir. O foco aqui será sempre dar destaque ao que se está a fazer cá dentro, mas sempre com os ouvidos atentos ao que se passa lá fora.

JUNNO – Middle (Out 2020)


JUNNO é o projecto de Marta Falcão, uma das talentosas irmãs Falcão, “Middle” dá nome ao seu EP de estreia e os singles de avanço “Middle” (que está incluído na colectânea “Novos Talentos FNAC 2019”) e “Pebble” já rodam em playlists de várias rádios nacionais desde o ano passado.
Este EP reflete sobre o processo de crescimento pessoal, dos obstáculos, pensamentos e emoções inerentes a essa procura, misturado com um instrumental em camadas melódicas imprevisíveis com influências indie-pop, dream-pop e synth-pop incorporado com a voz clara, potente e melodiosa, versátil e emotiva joga em perfeita harmonia com os envolventes arranjos instrumentais. Entre as várias influências de JUNNO contam-se Laura Marling, Ella Fitzgerald e Kimbra.

SPOTIFY    BANDCAMP    INSTAGRAM

Ailbhe Reddy – Personal History (Out 2020)

A maioria das pessoas sabe que escrever canções é uma profunda atividade auto-terapêutica e pessoal. Porém, poucos compositores tiraram um ano para estudar psicoterapia antes de escreverem músicas para um álbum. A cantautora irlandesa Ailbhe Reddy fez isso mesmo. O seu disco de estreia é, portanto, uma relação exata entre o senso comum e as profundezas ocultas do seu ser. Em suma, a sua história pessoal como artista queer de folk/pop não convencional.

Com o selo da Street Mission Records e influências óbvias de artistas como Phoebe Bridgers, Mitski, Big Thief e Julia Jacklin, o disco Personal History foi lançado a 2 de Outubro e está disponível no bandcamp e plataformas como o Spotify . É daqueles álbuns para ouvir as 10 faixas integralmente e por ordem, onde podemos viajar pela honestidade autobiográfica de uma artista em conformidade com as vicissitudes da vida e do (des)amor. Contudo, destacamos o single Looking Happy que aborda o vazio dos relacionamentos das redes sociais, assim como Loyal e Between Your Teeth se destaca claramente como artista emergente e queer. Vale totalmente a pena!

Bia Maria – Mal Me Queres, Bem Te Quero (Out 2019)

Este Ep de estreia é absolutamente delicioso. São 8 canções que contam a historia que é de Maria, de José e um bocadinho de cada um de nós.

São melancólicas mas felizes, carregadas de sentimentos e esperança, mas também feitas de muito amor e acima de tudo em cada uma delas conseguimos sentir a honestidade e o coração de Bia Maria. E há lá coisa mais bonita do que sentir as emoções do artista nas suas letras?

Tudo isto num disco onde conseguimos sentir influências fado, pop, mas também muito das nossas raízes do canto popular.

BANDCAMP  INSTAGRAM 

Spread the love
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *