Loading...
Reviews

A nova vida de André Henriques

A inspiração para o nome do álbum remete para a novela brasileira da década de 80: “Pai Herói”. «O personagem principal, interpretado por Tony Ramos, chamava-se “André Cajarana” e eu, como era o único André na minha escola, ganhei uma alcunha que detestava. É uma memória de desconforto e de construção de identidade, duas questões com as quais me debati quando decidi fazer um disco a solo», confessou o músico.

‘Cajarana’ é feito de canções compostas durante dois meses na sua casa, desencadeadas pelo trabalho que já vinha fazendo, em escrever e compor músicas para outras pessoas. Algumas dessas “canções de encomenda” foram ficando na gaveta até que André decidiu cantá-las ele, sem novos arranjos, sem serem polidas sequer.

Este disco assume e afirma finamente André Henriques como mais do que “um dos Linda Martini” e como um dos melhores compositores e cantautores da sua geração. São 12 músicas despidas de grandes arranjos e trazidas até ao mínimo essencial. Ficando muitas vezes só ele e uma guitarra acústica. Com letras elegantes, carregadas de nostalgia e intimistas. Que tanto podem falar de temas do coração como de um quotidiano que todos partilhamos.
‘Cajarana’ é uma obra prima que deve (e merece) ser ouvida com toda a atenção e onde a cada audição nos apaixonamos mais e vamos descobrindo novos detalhes e pormenores.

Spread the love
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *